Vai uma marmita aí?

Olha, eu duvido muito que você encontre um prato com uma cara tão boa assim em um self-service. Falo isso porque eu almoço nos famosos restaurantes de ”comida por quilo” todo santo dia e isso cansa a beleza e o estômago de qualquer mortal.

Para dar um tempo nessa relação desgastante com os restaurantes de gosto duvidoso, e tentar comer algo um pouco mais saudável, de vez em quando eu levo uma marmita. Mas uma marmita phyna, tá?

Inspirada pela Rita do Panelina (leia o que ela escreveu sobre o assunto aqui) fiz outro dia essa salada de macarrão. Uma refeição completa porque tem massa (carboidratos), frango (proteínas), vegetais (rúcula, tomate) e, o principal, muito sabor.

Eu fiz minha marmita assim: esquentei levemente, em fogo baixo, três colheres de sopa de azeite. Coloquei algumas ervas nesse azeite: tomilho, manjericão, alecrim, salsinha, salvia e, em seguida, tomatinhos cereja partidos ao meio e a rúcula. Acertei o sal e a pimenta. Acrescentei um pouco de frango (peito de frango cozido, temperado e desfiado),  misturei bem e desliguei o fogo. Em seguida misturei o macarrão já cozido (usei penne integral) e estava pronta minha marmita.

É claro que não fiz isso de manhã, já deixei o prato prontinho na noite anterior. Mas garanto que o prazer em comer algo assim é infinitamente maior que o trabalho que possa te dar.

Se você teve preguiça só de pensar em cozinhar e desfiar um frango,  mas se ainda assim conseguiu ler até o final desse post, vou contar um segredinho: em vários supermercados (em Belo Horizonte, no Verdemar) você encontra o frango já desfiado, temperado e congelado. Pronto, não tem mais desculpa pra não preparar uma marmitinha de vez em quando.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

No Comments (yet)

Deixe uma resposta

Comments RSS Subscribe to the Comments RSS.
Trackback Leave a trackback from your site.
Trackback URL: http://www.tomateconfit.com.br/wp-trackback.php?p=401